Claudio Cretti

Quimeras

03.05.2019 - 01.06.2019
Sala 1 / Rua Jerônimo da Veiga, 131 - Itaim Bibi

Abertura: 

02 de Maio, quinta-feira, das 19h às 22h

Período expositivo: 

de 03 de Maio até 01 de Junho de 2019


Horário de funcionamento: 

segunda a sexta-feira, das 10h30 às 19h / sábado, das 11h às 16h

QUIMERAS

 

Com 11 esculturas e 20 desenhos inéditos, Claudio Cretti apresenta "Quimeras",  sua sexta exposição individual na Galeria Marilia Razuk, a partir de 2 de maio.

 

As Quimeras são uma combinação heterogênea e muitas vezes desconcertante de vários objetos. A aparente instabilidade remete o espectador a obras ligadas à arte povera italiana e ao pós-minimalismo norte-americano, de acordo com Tadeu Chiarelli.

 

As esculturas desta exposição são construídas por meio de articulações de objetos não previsíveis, como batutas, arcos de violinos, objetos para limpar instrumentos de sopro e artigos musicais encadeados a cachimbos, zarabatanas, madeira, borrachas, pedras, entre outros materiais. O artista coleciona artefatos populares e indígenas há mais de 2 décadas e os conecta a objetos encontrados em lojas de instrumentos musicais, em Pinheiros, bairro onde mora.

 

De aparência estranha, a estrutura gráfica que caracteriza as esculturas, não repele a eventual aparência de formas vegetais ou animais, que se refletem também na série de desenhos "kaaysá", realizados durante residência de 1 mês na Mata Atlântica, em Boiçucanga. Quimeras configura uma atitude quase figurativa no trabalho recente do artista.

 

Claudio Cretti é escultor, desenhista, professor e cenógrafo. Em 1981 estudou no Instituto de Arte e Decoração (Iade) e em 1984 ingressou no curso de artes plásticas da Escola de Belas Artes. Sua abordagem na arte propõe intermediações entre o bi e o tridimensional. Dentre suas exposições individuais recentes destacam-se: “CéuTombado”, Paço das Artes (2004); “Onde pedra a flora"  na Estação Pinacoteca, SP (2006) e “Luz de ouvido”, Palácio das Artes, Belo Horizonte (2008), “Coisa Livre de Coisa”, Galeria Marilia Razuk, São Paulo (2011); Pandora, site-specific no Palácio das Artes, São Paulo (2013); “A Pino”, performance no Red bull Station, São Paulo (2014),"Mesa Posta", curadoria Paula Borghi, Oficina Cultural Oswald de Andrade (2016), "Acaso a Coisa a Casa", curadoria Ana Cândida de Avelar, Casa Niemeyer, Brasília (2018). 

 

 

SERVIÇO

QUIMERAS, de Claudio Cretti.

Abertura: 02 de maio, quinta, das 12h às 17h

Período expositivo: de 03 de Maio a 01 de Junho de 2019

Visitação: de segunda a sexta-feira, das 10h30 às 19h / sábado, das 11h às 16h


Galeria Marilia Razuk

Sala 1/ Rua Jerônimo da Veiga, 131 – Itaim Bibi – São Paulo

Tel: +55 11 3079-0853

Imprensa: Analu Araujo /  producao@galeriamariliarazuk.com.br