Elisabeth Wild

CONDO PROJECT 2020

01.02.2020 - 04.04.2020
Sala 2 / Rua Jerônimo da Veiga, 62 Itaim Bibi

Abertura: 

01 e 02 de Fevereiro, sábado e domingo, 11h-16h


Período expositivo: 

de 01 de Fevereiro de 2020 até 07 de Março de 2020 - prorrogada até 04.04.2020


Horário de funcionamento: 

segunda a sexta-feira, das 10h30 às 19h / sábado, das 11h às 16h

A Galeria Marilia Razuk recebe de 01/02/20 até 07/03/20, dentro da programação do Condo Project 2020, a exposição da artista austríaca Elisabeth Wild, trazida pela galeria Proyectos Ultravioleta, da Guatemala.


Aos 97 anos de idade e dona de uma rica biografia, Elisabeth Wild concentra suas fantasias em colagens caleidoscópicas, que ela desenvolve em seu atelier no Lago Atitlán, na Guatemala.


Elisabeth vem de uma família judia de comerciantes de vinhos de Viena que foi para Argentina fugindo nazismo. Lá ela casou com o industrial têxtil August Wild e trabalhava como designer têxtil, eles tiveram uma filha, Vivian Suter, que viria, anos mais tarde, a ser grande parceira artística.


Devido a um clima político determinado pelas políticas de direita de Juan Perón, a família mudou-se para Basileia em 1962, onde Wild administraria uma loja de antiguidades. Em 1996, ela voltou para a América Latina com Vivian para morar em Panajachel, no lago Atitlán. Apesar da beleza da floresta tropical e da vida tranquila, mãe e filha enfrentaram desastres naturais e a crueldade: furacões e deslizamentos de terra danificaram sua propriedade, e o narcotráfico continuou sendo uma ameaça para os moradores.   


A prática artística recente de Wild é a colagem, um exercício diário meditativo para folhear e recortar páginas de revistas de estilo de vida, dando forma à experiência interior, possibilitando a fuga do conhecido. Da publicidade de batons à decoração de interiores de luxo e acessórios de moda, tudo pode chamar a atenção da artista. Ela coleta pedaços de brilhos mundanos para libertá-los do sistema de mercadorias e transformar em novas imagens. O trabalho surge como sedimento, coletando e processando imagens através da iconografia da moda.


Elisabeth participou de exposições internacionais em importantes instituições como no Kunsthalle Basel, na Suíça, no Art Institute  of Chicago e na Documenta 14, em Atenas na Grécia, e Kassel na Alemanha. Suas exposições mais recentes foram realizadas junto com sua filha, a pintora Vivian Suter.


Informações para a imprensa:

Analu Araujo - produção@galeriamariliarazuk.com.br