WMT - Wagner Malta Tavares

Meteoro

11.11.2018 - 31.01.2019
Sala 1 / Rua Jerônimo da Veiga, 131 Itaim Bibi, São Paulo

Abertura: 

10 de Novembro, sábado, das 12h às 17h

Período expositivo: 

de 11 de Novembro de 2018 até 31 de Janeiro de 2019


Horário de funcionamento: 

segunda a sexta-feira, das 10h30 às 19h / sábado, das 11h às 16h

METEORO


Wagner Malta Tavares apresenta a exposição individual “Meteoro” a partir de 10 de novembro. Dando sequência à sua produção, estabelece relações entre o imaginário POP, a literatura clássica, princípios construtivos e elementos impalpáveis como a luz, o ar em movimento, o calor, o frio e aroma com o intuito de ampliar o campo da arte à procura de uma possível metafisica dos corpos.

 

Em “Meteoro” WMT apresenta 4 esculturas em tubos de cobre, com diferentes tratamentos, baseadas em esculturas clássicas ou maneiristas. “Discóbolo”, “Mercúrio”, “Vitória” e “Zeus”, são os títulos.

 

A mostra trás também uma foto em grande formato com aplicação de bronze, que indica um local impossível, mas familiar a todos. Outras 9 colagens com bronze e alumínio sobre papel também compõem a exposição.

 

Por último, WMT propõe uma edição de pequenos cartazes que trazem no verso o texto de mesmo título “METEORO”, narrativa criada pelo artista.

 

Todos os trabalhos dessa exposição são resultado do natural desenvolvimento da ocupação “Perfume de Princesa”, realizada em 2016 no Beco do Pinto-Solar da Marquesa-Casa do Olhar, no centro antigo de São Paulo.

 

SOBRE O ARTISTA

 

Artista multimídia, Wagner Malta Tavares faz uso do vídeo,escultura, fotografia, desenho, colagem, performance e instalação para dar vazão a sua poética que consiste, em linhas gerais, tornar visível aspectos fundamentais que permeiam as relações entre as pessoas e, entre as pessoas e as coisas do mundo; trazer à experiência sensível aquilo que está latente.

 

Dentre os trabalhos realizados destacam-se: a individual Herói no Instituto Tomie Ohtake, Panorama da Arte Brasileiro do MAM, e exposições e intervenções internacionais na Bélgica, Portugal, Noruega, Romênia, Estados Unidos e Itália.

 

Finalista do Prêmio Pipa de 2014 e ganhador dos  editais: Prêmio Marcantonio Villaça de aquisição de obras, Conexões Visuais Petrobrás/ Funarte e Fundação Iberê Camargo. Artista residente no The Art Institute of Chicago pela Bolsa Iberê Camargo.

 

Suas obras estão nas coleções do MAM-RJ, MAR-RJ, Pinacoteca do Estado de São Paulo e Museu Bispo do Rosário, RJ, Fundação Figueiredo Ferraz e em várias importantes coleções particulares.