Desenhar Lugares

Desenhar Lugares - Coletiva

12.03.2009 - 06.04.2009
Sala 1 / Rua Jerônimo da Veiga, 62 Itaim Bibi São Paulo

O desenho desde o modernismo, sobretudo na estética construtivista, problematiza questões referentes ao espaço e sua relação com o homem. A partir dos anos 50 e 60 a ressonância do projeto moderno internacional aparece de forma substancial no trabalho de artistas brasileiros como Amílcar de Castro, Lygia Clark, Hélio Oiticica, Mira Schendel e, mais recentemente, nas obras de Waltércio Caldas e José Resende, entre outros.


A partir deste cenário, nota-se que certos artistas passam a operar determinados meios artísticos tradicionais (o desenho e a escultura) de modo ampliado e, por vezes, multidisciplinar. Apesar das diversas possibilidades formais capazes de tornar perceptível o fenômeno do espaço, o desenho subsiste de maneira autônoma.


A Galeria Marília Razuk apresenta uma exposição onde o desenho é a coluna vertebral dos trabalhos dos artistas convidados. Os oito artistas desta coletiva iniciaram a construção de sua poética nos anos 80 e 90, usando alguns dos nomes citados acima como referência fundamental na formação de uma visualidade contemporânea, criando assim um vocabulário para pensamentos sintonizados e com o mesmo interesse em desenhar lugares.


Os trabalhos exibidos nos colocam de frente a realidade nos deixando imbuídos de novos sentidos e percepções, pois construir um lugar é o desafio que estes artistas assumem e problematizam. O plano torna-se espaço e o espaço, plano: um meio se alimentado outro criando uma forma de se fazer presente no mundo. O espaço vazio recebe um gesto ora leve, ora denso, carregado, solto, preso, de ferro, de pó, pedra, tinta ou lápis, deixando (em seu lugar) um registro único.

Ver este conjunto é uma experiência distante do mundo de massificações, tão presente hoje nas produções estéticas contemporâneas. 


A coletiva conta com a organização, montagem e participação do artista Claudio Cretti e dos seguintes artistas Ester Grinspum, Felipe Cohen, Flávia Ribeiro, Isaura Pena, Germana Monte-Mór, Paulo Monteiro e Roberto Bethônico.