Julio Plaza

Julio Plaza

30.08.2014 - 20.12.2014
Sala 2 / RUa Jerônimo da Veiga 62

Abertura:

30 de Agosto de 2014


Horário de funcionamento: 

segunda a sexta-feira, das 10h30 às 19h / sábado das 12h às 17h.


Julio Plaza: Arte é um bem que faz mal

Organização: Inês Raphaelian e Vera Chaves Barcellos


Julio Plaza: “Arte é um bem que faz mal".


“Talvez la característica más nuclear dela poética de Julio Plaza (Madrid, 1938 - São Paulo, 2003) sea la de ser un buscador del lenguaje, un artista poeta (creador) en el cual la producción de obras (repertorio e imaginario) sólo se pauta por la tentativa siempre inaugural de encontrar nuevas formulaciones artísticas y hacer que de ella semane concepto, poesía, lenguaje (o metalenguaje, si nos circunscribimos al imperativo de una actividad nunca exenta de pensamiento, en suma, de poética en curso de conceptualización)." Adolfo Montejo Navas 


Julio elabora uma espécie de poesia visual que muitas vezes sintetiza os princípios característicos da pintura (espaço) e da literatura (tempo). Equilibrando-se entre o verbal e o não-verbal, promove uma fusão imaginativa entre sensível e inteligível, penetra as entranhas dos signos e ilumina suas relações estruturais.

Criador radical vinculou sua produção à pesquisa e à reflexão, construindo uma obra de forte caráter conceitual, com base em uma abordagem semiótica que procura continuamente a percepção e o pensamento de alternativas para a arte contemporânea. Um verdadeiro artista de ideias que atuou efetivamente, sobretudo a partir dos anos 1970, em momentos importantes da formação do quadro da arte contemporâneo no Brasil e influiu na formação dos artistas das gerações da década de 1980 e subsequentes.


Seu trabalho questiona os meios, o processo, a produção, o mercado, a autoria, a crítica, a instituição e tudo o que envolve arte e cultura no contexto em que se realizam.


A partir dos anos 1990, descontente com o sistema da arte, Julio reduz sua produção plástica. Optou por estar fora do mercado de arte. Atualmente,o papel de galerias amplia-se no cenário da arte colaborando em projetos muitas vezes invendáveis e levando nossos artistas para o cenário internacional, abre frentes onde nossas instituições muitas vezes não têm possibilidades de atuar. Julio estaria atento a isto.


Sua obra e seu pensamento mantêm-se atuais e pertinentes e é nosso dever divulgá-los extra muros e extra preconceitos para alcançar àqueles que ainda não tiveram o privilégio de desfrutar de suas ideias e apreciar suas raras (e radicais) obras.


SERVIÇO

JULIO PLAZA

Abertura: 30 de Agosto, das 12h às 17h

Período da exposição: 1 de Setembro de 2014 a 20 de Dezembro de 2014

Galeria Marilia Razuk - Sala 2

Rua Jerônimo da Veiga, 62 Itaim Bibi - Sao Paulo